sexta-feira, 9 de julho de 2010

Porque os brasileiros não visitam a Amazônia? (parte 1/3)

   

     Dentre os brasileiros que conseguem viajar, poucos sonham em explorar a região amazônica. Comentam a respeito, elogiam as belezas naturais, criticam o desmatamento, falam disso e daquilo, emitem opiniões, inventam mil e uma desculpas, mas não vão até lá para ver e sentir.

     O desinteresse pela Amazônia gera a ignorância. E a ignorância pela região realimenta o desinteresse.

     Enquanto isso os estrangeiros, nem todos turistas e bem intencionados, entram e saem da Amazônia em atividades lícitas e ilícitas, sem qualquer fiscalização brasileira. A invasão de madeireiras, mineradoras, pecuária extensiva, monoculturas para exportação do agronegócio, de brasileiros e estrangeiros, devastam a região em velocidade espantosa.

     Apresentarei aqui algumas informações sobre o ecossistema Amazônia visando despertar o interesse geral pela região, seja para turismo, engajamento social e político, estudos e pesquisas mais aprofundados ou simples curiosidade de cidadão.

     Nas postagens seguintes detalharei o tema por partes. Além das impressões, observações e fotos colhidas em minhas inúmeras viagens à região, utilizei como fonte de dados O livro de Ouro da Amazônia de João Meirelles Filho, além de reportagens e artigos de edições passadas do jornal Brasil de Fato e da revista Caros Amigos.

     Todas as fotos aqui exibidas são minhas.

     Vou discorrer brevemente sobre as características físicas, a ocupação humana, a situação atual e arriscarei algumas conclusões.    

     Espero contribuir para o debate e estimular mais e mais pessoas se envolverem de fato com essa delicada questão. Sugestões e comentários serão sempre bem recebidos. Só não vale a indiferença!

continua...


2 comentários:

  1. Já pesquisei sobre "mochilões" na Amazônia em outros blogs para ver como o turismo é encarado pelos que vêm aqui na região. O roteiro é, com poucas variações, o de sempre: Manaus (passeio com botos, "ritual indígena", alguma praia) - Santarém - Belém. Nada além disso. Por isso aprecio seu blog,pois aqui são relatadas experiências, roteiros, críticas que poucos produziram ou vivenciaram - inclusive pelos os aqui moram.
    Amazônia sempre!

    ResponderExcluir
  2. Oi Jafé, valeu pela visita e pelos comentários sempre pertinentes.
    Faço minhas as suas palavras.
    Quem pode e quer viajar usa e abusa do previsível, jamais se dando ao imenso prazer de se surpreender. Mesmo aqueles que adotam o termo mochileiro raramente saem da trilha das ovelhinhas de rebanho.
    As exceções são irrisórias.
    Sem falsa modéstia, viajei e vou viajar muito pela Amazônia. E, claro, faço questão de compartilhar minhas experiências aqui neste blog.
    Minha vã esperança era que esses relatos despertassem outros viajantes.
    Mas...
    Um dia, quem sabe um dia, se a Amazônia ainda existir como a conhecemos, surjam novos viajantes brasileiros pela região. E divulguem as viagens também.
    Abraços e comente sempre!

    ResponderExcluir